Brasil

Onda de calor no Brasil pode bater recorde nesta quarta-feira

 

A onda de calor que atinge o inverno no Brasil, neste mês de agosto, deve aumentar nesta quarta-feira (23) e quinta-feira (24). A grande massa de ar quente e seco que está sob o país tem elevado as temperaturas em todas as regiões brasileiras e chamado a atenção de especialistas, já que o caso acontece durante o inverno.

O motivo das máximas está atribuído ao resultado da combinação da influência do El Niño, fenômeno que aquece as águas do Pacífico Equatorial, além das mudanças climáticas globais. A situação acontece meses depois de uma previsão da Organização Meteorológica Mundial (OMM) apontar que o El Niño provocaria recordes de temperatura pelo mundo em 2023.

Nesta semana, a previsão também atribui elevação de temperaturas. De acordo com a Climatempo, as previsões apontam para 34ºC em Brasília e São Paulo, 37ºC em Campo Grande e até mesmo 42º C em Cuiabá. Na quinta-feira (24), os termômetros podem atingir 39° no Rio de Janeiro e registrar um recorde histórico em agosto.

Já na Bahia a previsão é de tempo seco e sem chuvas, com baixos valores de umidade, principalmente, em áreas do Matopiba. Podem ocorrer ainda baixos acumulados de chuva no litoral sul baiano. As temperaturas no estado podem chegar até 30°.

Na última terça-feira (22),  o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), registrou altas temperaturas em algumas cidades brasileiras. Em Formosa do Rio Preto (BA), a temperatura bateu 39,7°C.

Fonte: Bahia Noticia

 

Segundo o meteorologista Fábio Luengo, da Climatempo, a situação que acontece no país não é comum já que no inverno as temperaturas são mais baixas.

 

“Esse nível de calor durante o inverno é altamente atípico, considerando que as temperaturas geralmente são mais baixas nessa estação, com médias de 20 a 25 graus, principalmente nas regiões Sul e Sudeste”, diz.

 

Mesmo com as temperaturas altas, a onda de calor pode acabar na próxima semana. Uma nova frente fria está prevista para chegar  no final da semana no Sul e Sudeste, onde as temperaturas elevadas podem cair drasticamente em algumas cidades.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo