Bahia

TRE-BA gera mídias com conteúdos que serão inseminados nas urnas eletrônicas

O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia oficializou, nesta quinta-feira (29/10), o Gedai-UE, sistema Gerenciador de Dados, Aplicativos e Interface com a Urna Eletrônica. Por meio deste sistema, foram geradas as mídias com os conteúdos que serão inseminados nas urnas para as votações nas Eleições Municipais de 2020, em novembro.
Na audiência de geração de mídia, as zonas eleitorais primeiro oficializaram o sistema Gedai-UE. Os juízes eleitorais, que são as autoridades das zonas, validaram o sistema com suas senhas. Em seguida, cada zona configurou o Gedai para importar os dados dos candidatos, candidatas e do eleitorado do sistema Sistot. Esse sistema havia sido alimentado na quarta-feira (28/10), no fechamento do registro de candidaturas (Cand).
Após a importação do Sistot para o Gedai, foi feita a geração das três mídias que serão disseminadas nas urnas. A primeira é a mídia de carga, contendo os dados dos eleitores e dos candidatos dos municípios. Cada zona é responsável por inserir essas mídias nas máquinas de votação. “Depois da inseminação desses dados, as mídias são retiradas das urnas”, explicou Silvana Caldas, chefe da 14ª zona eleitoral.
As outras duas mídias geradas serão inseridas e mantidas nas urnas. Uma é a mídia de votação e a outra, a mídia de resultados. É nessas mídias que serão gravados os dados dos eleitores no dia da votação. Na Bahia, as inseminações das urnas eletrônicas acontecerão a partir do próximo dia 3 de novembro.

Fonte: TRE-BA

Para cima