Secretário de saúde da Bahia aponta resultados positivos após medidas restritivas

Secretário de saúde da Bahia aponta resultados positivos após medidas restritivas

A implantação de medidas mais restritivas em todo o território baiano neste mês de março, com foco no toque de recolher e na proibição de funcionamento de serviços não-essenciais, tem impactado positivamente para a queda nos números da pandemia do Covid-19 de acordo com o secretário de Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas. Em entrevista para o programa Isso é Bahia, da rádio A Tarde FM, nesta segunda-feira, 22, o secretário, que se recuperou recentemente de um quadro grave da doença, explanou os números observados no momento em todo o estado. “Não tenho dúvidas da correlação. Nos últimos dez dias temos a evidência de que a taxa de crescimento estagnou. Estávamos em um patamar que chegamos a ter notificação de 5.000 novos casos por dia e hoje estamos no platô, ainda alto, mas que não apresenta crescimento. O número de testes no Lacen, a cada 100 tínhamos 70 positivos e hoje temos 40. O número de casos ativos saiu de 10 mil para 21 mil no pico e agora estamos com 17 mil na Bahia. Temos essas evidências de que as medidas restritivas estão funcionando e temos esse reflexo sobre a queda do número de pessoas precisando de leitos UTI”, afirmou o secretário. Ainda de acordo com Vilas-Boas, o número de pacientes na fila da regulação em todo o estado sofreu uma queda drástica, passando de 530 na semana passada para 280 nesta segunda, algo que pode ser explicado também pelo contínuo aumento na oferta de leitos promovido pelo governo do estado. “Abrimos 60 novos leitos de UTI e 100 leitos de internação clínica na semana passada em todo o estado. Temos ainda mais 100 leitos que iremos abrir em parceria com prefeituras em hospitais do interior do estado, o que configurará mais de 400 novos leitos no mês de março, a maior expansão que o estado passou desde o início da pandemia”, pontuou.

Fonte: Achei sudoeste

Artigos relacionados