Rui Costa diz que toque de recolher pode ser ampliado e quem descumprir será indiciado criminalmente

Os estabelecimentos comerciais e as pessoas que descumprirem o toque de recolher que será adotado por sete dias na Bahia a partir desta sexta-feira (19) serão indiciadas pela polícia por crime contra a saúde pública. A informação foi confirmada pelo governador Rui Costa (PT). “A polícia vai autuar por crime contra a saúde e ordem pública. As pessoas serão conduzidas à delegacia, registrado o procedimento e encaminhado ao Ministério Público para abertura de processo criminal. Também será solicitado a cada prefeitura que casse o alvará de funcionamento dos estabelecimentos que desrespeitem os decretos e, eventualmente, pedir ordem judicial para fechamento desses pontos comerciais”, disse o governador. Costa sinalizou que o horário de restrição do funcionamento de estabelecimentos comerciais e de circulação de pessoas pode ser ampliado caso não seja suficiente para reduzir os índices de contaminação e de ocupação de leitos por conta da Covid-19. Rui disse também que atividades não essenciais podem ser fechadas se o sistema de saúde chegar ao limite. O governador lembrou que existem novas variantes do coronavírus circulando na Bahia e, ressaltando a importância dos cuidados contra a doença, falou que acredita que o início da vacinação passou uma falsa idéia de que o vírus tinha ido embora. Por isso, ele frisou que apenas 2% da população foi vacinada até o momento.

Fonte; Achei Sudoeste

Artigos relacionados