REGIÃO: MÃE DENUNCIA ATAQUES RACISTAS CONTRA CRIANÇA DE 2 ANOS

No mês dedicado à Consciência Negra no Brasil, denúncias de racismo no país não faltam. Por mais que pareça coisa que só acontece em “cidade grande”, vários casos de discriminação com base na cor são relatados em cidades pequenas da Bahia, estado com maior número de habitantes miscigenados ou originários diretamente de povos escravizados. Dessa vez, chega à redação do Fala Você Notícias um caso de discriminação por causa da cor da pele sofrida pela criança M.V, de apenas dois anos de idade. O caso ocorreu em 2019 na cidade de Macaúbas e agora a mãe de M.V, Jaqueline Oliveira relata ao site com muita tristeza pois tem o desejo de que a justiça seja feita. Segundo Jaqueline, as ofensas contra a sua filha começaram a partir do momento que o pai de M.V se separou dela e atou um novo relacionamento com uma mulher chamada Crislene Gonzaga que, através de aplicativo de mensagem, chama a sua filha de “macaquinha ridícula”. De acordo com Oliveira, as ofensas também foram direcionadas a ela. “vadia, golpista, chifruda e rapariga” e que “acabaria com a vida das duas”. Essas informações constam em Boletim de Ocorrência (B.O) registrado por Jaqueline na Delegacia Territorial de Macaúbas em abril de 2019. De acordo com o Código Penal Brasileiro, Crislene pode ter incorrido no crime de injúria e difamação que tem como penalidade detenção de três meses a um ano e multa.

Fonte: radioigapora

Artigos relacionados