Brasil

PGR informa que ainda não recebeu requerimento para investigar conduta de ministro da Educação

Em conversa gravada obtida pelo jornal Folha de S.Paulo, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, afirma que o governo prioriza prefeituras cujos pedidos de liberação de verba foram negociados por dois pastores que não têm cargo e atuam em um esquema informal de obtenção de verbas do MEC (Ministério da Educação). Ribeiro diz que isso atende a uma solicitação de Jair Bolsonaro (PL).

A PGR, em nota, afirmou ainda que “como de praxe, qualquer representação acerca do tema que eventualmente seja protocolada, será devidamente analisada pela assessoria competente e as providências cabíveis tomadas e informadas nos respectivos autos”.

Davi Lemos/ Politica Livre

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo