mundo

Pela primeira vez, menos de metade da população britânica é cristã

 

Ao menos metade da população de Inglaterra e do País de Gales identifica-se como cristã. O fato histórico ocorre pela primeira vez, de acordo com os dados do censo divulgado esta terça-feira (29). As informações foram divulgadas pela AFP.

O levantamento, que tem como base a última década, mostrou um rápido crescimento da população muçulmana. Mas, ainda assim, a seguir aos cristãos destacam-se aqueles que não se identificam com qualquer religião, segundo a informação avançada pelo Gabinete de Estatísticas Nacionais (ONS).

Contas feitas, cerca de 27,5 milhões de pessoas – o equivalente a 46,2% da população de Inglaterra e do País de Gales – descreveram-se como sendo “cristãos”. Em causa está um decréscimo de 13,1 pontos percentuais face ao último censo, realizado em 2011.

Seguiu-se, com 37,2% e com um aumento de 12 pontos percentuais, a categoria daqueles que não se identificam com “nenhuma religião”, equivalendo a 22,2 milhões de pessoas.

A análise não esqueceu os muçulmanos, que representam atualmente 6,5% da população (3,9 milhões de cidadãos), os hindus (um milhão de indivíduos), os sikh (524 mil pessoas), os budistas (273 mil) e os judeus (271 mil).

Estes resultados, que contaram com a colaboração efetiva de 94% dos inquiridos, excluem as identidades religiosas dos cidadãos da Escócia e da Irlanda do Norte, cujas conclusões são divulgadas separadamente.

O Gabinete de Estatísticas Nacionais britânico concluiu ainda, agora num âmbito étnico, que o número de pessoas em Inglaterra e no País de Gales que se identificaram como sendo “brancas” diminuiu cerca de 500 mil desde 2011, de 86,0% para 81,7%.

O segundo grupo étnico mais comum foi o “asiático”, com 9,3% – valor acima dos 7,5% registados há uma década. Dentro desse grupo, a maioria dos inquiridos identificou a sua herança familiar como sendo indiana, seguindo-se a paquistanesa, “outras origens asiáticas”, a bengalesa e a chinesa.

A terceira etnia que é, atualmente, mais proeminente em Inglaterra e no País de Gales é a africana, que apresenta um considerável crescimento.

Fonte: Bahia Noticia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo