Pacientes infectados simultaneamente com duas linhagens do coronavírus já são diagnosticados no Brasil

Pacientes infectados simultaneamente com duas linhagens do coronavírus já são diagnosticados no Brasil

Dois pacientes brasileiros foram contaminados simultaneamente com duas linhagens diferentes do novo coronavírus. As infecções foram identificadas em adultos por cientistas do Rio Grande do Sul e do Rio de Janeiro, de acordo com a CNN Brasil. O Laboratório de Microbiologia Molecular da Universidade Feevale, em Novo Hamburgo (RS) e o Laboratório de Bioinformática (Labinfo) do Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC), em Petrópolis (RJ), analisaram cerca de 92 amostras de material genético de pacientes com idades entre 14 e 80 anos (50% homens e 50% mulheres) do Rio Grande do Sul. Após o sequenciamento genético foi possível identificar dois casos de coinfecção. Além disso, o estudo também descobriu cinco linhagens diferentes do vírus circulando no estado gaúcho. Uma delas é considerada nova e foi denominada inicialmente como VUI-NP13. Outra linhagem, que já foi disseminada de forma generalizada no sul do país, foi identificada como E484K. O primeiro registro da cepa foi feito no Rio de Janeiro, em dezembro de 2020. “Isso é preocupante, pois sabe-se que essa mutação pode estar associada a um escape de anticorpos formados contra outras linhagens do vírus. É mais uma evidência que essas novas linhagens podem causar problemas mesmo em pessoas que já tenham uma imunidade prévia contra o Sars-Cov-2”, afirmou o coordenador do trabalho no Laboratório de Microbiologia Molecular da Feevale, Fernando Spilki. A linhagem foi identificada nos dois casos de coinfecção do RS, que é caracterizada como “infecção simultânea por vírus com genomas distintos em um mesmo indivíduo”.

Fonte: Brumado urgente

Artigos relacionados