Ministério da Saúde admite ineficácia da cloroquina no tratamento da Covid-19

Ministério da Saúde admite ineficácia da cloroquina no tratamento da Covid-19

Em documentos enviados à CPI da Covid-19 nesta semana, o Ministério da Saúde admitiu que a cloroquina e os demais medicamentos do chamado “Kit Covid”, são ineficazes no combate à doença. As informações são do Congresso em Foco. “Alguns medicamentos foram testados e não mostraram benefícios clínicos na população de pacientes hospitalizados, não devendo ser utilizados, sendo eles: hidroxicloroquina ou cloroquina, azitromicina, lopinavir/ritonavir, colchicina e plasma convalescente. A ivermectina e a associação de casirivimabe + imdevimabe não possuem evidência que justifiquem seu uso em pacientes hospitalizados, não devendo ser utilizados nessa população”, diz documento.

As notas técnicas que demonstram a ineficácia comprovada dos medicamentos defendidos pelo presidente Jair Bolsonaro foram entregues à comissão por um pedido do senador Humberto Costa (PT-PE). Além de contar com a recomendação do presidente, o Kit Covid foi defendido por apoiadores do governo e indicados pelo aplicativo TrateCov, do Ministério da Saúde, em Manaus, em janeiro deste ano. A pasta alegou que a plataforma foi colocada no ar por um hacker.

A recomendação do presidente aos medicamentos em detrimento de vacinas faz parte da investigação da CPI da Covid. Os senadores apuram um suposto favorecimento de laboratórios e a compra de medicamentos do “kit covid”.

Fonte:. Achei Sudoeste

Artigos relacionados