Meta do estado é ampliar vacinação contra Brucelose bovina até final de 2020

Integrantes do PNCEBT-BA (Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose Bovina) realizaram reunião com profissionais e técnicos agropecuários do Território de Identidade Bacia do Rio Grande para discutir estratégias do programa e a padronização de ações, a exemplo da vacinação de bezerras contra a brucelose, saneamento de focos, ação dos agentes vacinadores e vigilância ativa para identificar novos casos.

“A vacinação contra Brucelose tem prioridade máxima neste Programa e, até o final de 2020, a meta do estado é fomentar a cobertura vacinal por toda a Bahia”, ressalta Luciana Ávila, coordenadora do PNCEBT da ADAB (Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia).

“Para garantir a qualidade técnica das ações do programa, é indispensável estender a participação dos médicos veterinários no programa, a capacidade laboratorial e ampliar ações de fiscalização principalmente de trânsito e melhorar a integração com o serviço oficial de inspeção de produtos de origem animal”, aposta Luciana.

Também na região oeste, onde existe grande área rural e de criação bovina, os servidores da ADAB se reuniram com representantes da UNEB (Universidade Estadual da Bahia) e Cooperleite (Cooperativa dos Produtores de Leite da Bahia) para o alinhamento de estratégias e desenvolvimento de um projeto para o início de 2021, voltado ao controle avançado das doenças através de ações educativas, e com realização de testes de diagnóstico para as duas enfermidades, esclarecimentos dos riscos e importância do controle da Brucelose e Tuberculose que atacam os bovinos.

Fonte: ADAB

Artigos relacionados