Bahia

Lapa: Polícia Civil já tem um suspeito para o homicídio de um trabalhador no Projeto Formoso

A Polícia Civil de Bom Jesus da Lapa já possui um suspeito do assassinato de um trabalhador, durante a tarde desse sábado (15), no Projeto Formoso. O suposto autor é um policial militar que irá se apresentar à polícia, segundo informações obtidas pela redação do Portal Lapa Oeste.

De acordo com a polícia, o crime ocorreu no setor 4, por volta das 16h, enquanto a vítima trabalhava em uma plantação de bananas: “surgiu uma caminhonete de cor preta e os ocupantes questionaram que um caminhão estava obstruindo o trânsito, iniciando uma discussão. Um homem saiu do interior da caminhonete e deflagrou alguns disparos de arma de fogo, resultando na morte da vítima, cujo corpo apresentava uma perfuração nas costas, produzida por disparo de arma de fogo. No local os peritos coletaram cápsulas calibre ponto 40”, informou a 24a Coorpin.
Em áudio divulgado pelas redes sociais, um homem que se identifica como dono da caminhonete, disse que o policial estaria de carona no seu veículo e desceu nervoso para discutir com os trabalhadores. Detalhou que, inicialmente, o policial disparou para o alto e fez mais disparos em direção aos trabalhadores, causando a morte de José Pinheiro dos Santos, de 51 anos, com um tiro nas costas. O homem acrescenta que após a confusão, o policial retornou correndo em aparente desespero ao afirmar que tinha acabado com a própria vida. Pediu para que fosse levado imediatamente a outro local.

Socorristas do SAMU atestaram a morte do homem, também conhecido como Zé Pinheiro. Agentes da Polícia Técnica realizaram o levantamento cadavérico e liberaram o corpo para o Instituto Médico Legal de Bom Jesus da Lapa.

A morte do trabalhador enquanto embalava bananas causou revolta e populares manifestaram protestos pelas redes sociais. Em um vídeo compartilhado na internet, os colegas de Zé Pinheiro mostram o seu corpo caído ao lado das bananeiras, nitidamente revoltados com a situação.

Fonte : portallapaoeste. Foto: arquivo pessoal

Para cima