Brasil

Instituto quer que OAB mude de nome para Ordem da Advocacia Brasileira

O Instituto Brasileiro de Direito de Família (IBDFam) quer que a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) mude de nome para refletir igualdade de gênero. O pedido foi direcionado para o presidente da OAB, Felipe Santa Cruz. A entidade quer que a OAB passe a se chamar Ordem da Advocacia Brasileira.
O IBDFam também enviou um pedido similar para a presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), Renata Gil. A entidade quer que a AMB mude o nome para Associação da Magistratura Brasileira.

“Ainda que por questões históricas e culturais durante muito tempo referências feitas no masculino fossem utilizadas aparentemente como gênero neutro, hoje não mais se admite esta neutralidade para a inclusão das mulheres”, sustenta o instituto.

O instituto sugere que a proposta seja submetida aos colegiados da OAB e da AMB. O objetivo seria “quebrar paradigmas da sociedade patriarcal” e adequar essas entidades à luta pela igualdade de gênero.

“Vivemos todos um processo emancipatório deflagrado pelo movimento feminista, o qual, ao longo de meio século, vem buscando a igualdade de gênero como a única de forma expressar os ideais da liberdade e do respeito à dignidade humana”, argumenta o instituto

Na mensagem à OAB, o instituto cita que “mais de 50% dos inscritos na Ordem são mulheres e correspondem à parcela preponderante no exercício da profissão”. No ofício à AMB, o instituto cita a Resolução 255/2018 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que instituiu a Política Nacional de Incentivos à Participação Feminina no Poder Judiciário.

Fonte: Bahia Noticia

Para cima