Política

Em conversa com presidente do TSE, Bolsonaro reconhece resultado

 

Sem uma declaração pública ou nas redes sociais e também sem falar com auxiliares e aliados, o candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL) reconheceu a derrota no segundo turno em conversa com o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Alexandre de Moraes. O relato foi feito pelo magistrado na coletiva em que fez o balanço da votação no domingo (30), considerada por ele como pacífica e com menor abstenção do que no primeiro turno.

Alexandre de Moraes  telefonou para os dois candidatos a presidente antes de proclamar o resultado, com vitória do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), cumprimentando a ambos “por terem participado do mais importante momento da democracia, que é o momento das eleições”.

Sobre a ligação para Bolsonaro, com quem teve atritos durante o processo eleitoral, Moraes relatou que o presidente o atendeu “com extrema educação, agradeceu a ligação e não foi mais nada do que isso”. “Da mesma forma que o presidente, agora eleito, Luiz Inácio Lula da Silva”. Até o momento, Jair Bolsonaro não cumprimentou o presidente eleito pelo resultado.

O presidente do TSE reafirmou não haver qualquer risco de contestação dos números que saíram das urnas e já marcou até a diplomação de Lula e do vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB) para 19 de dezembro. Com 100% dos votos apurados, Lula teve 50,9% dos votos válidos (60.345.999), contra 49,1% do atual presidente (58.206.354). Com informações do G1 e do Metrópoles.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo