‘Decisão judicial não se comenta, se cumpre’, diz Mourão sobre Barroso

‘Decisão judicial não se comenta, se cumpre’, diz Mourão sobre Barroso

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, evitou falar sobre a decisão do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Luís Roberto Barroso a respeito da exigência de passaporte de vacina para entrada no Brasil que passou a vigorar no último sábado (11). “Decisão judicial não se comenta, se cumpre”, afirmou Mourão, na manhã desta segunda-feira (13).
“Essa discussão não cabe e não traz benefício nenhum, só gera atrito. E atrito só gera desgate”, disse o vice-presidente a respeito da decisão de Barroso.
Sobre a disputa de ministros por uma vaga no TCU (Tribunal de Contas da União) e a movimentação no Senado Federal, Mourão afirmou que todos os postulantes têm capacidade. “É uma decisão de dentro do Parlamento”, disse.

Passaporte da vacina
O ministro Luís Roberto Barroso determinou a exigência de passaporte da vacina para a entrada no Brasil. A medida contraria definição do governo federal, que havia anunciado que viajantes que não apresentassem o documento poderiam ficar no país desde que passassem por quarentena de cinco dias.

fonte: R7.com

Artigos relacionados