Brasil

Casos de dengue aumentam 185% no Brasil, de janeiro a outubro

As três cidades com maiores casos na Bahia é Salvador (1.343), seguida por Luís Eduardo Magalhães (1.273) e Irecê (1.499)

 

O número de casos de dengue no Brasil subiu quase 185% entre janeiro e outubro deste ano em comparação com o mesmo período do ano passado, segundo levantamento realizado pelo Ministério da Saúde. Na Bahia, os casos tiveram um aumento de mais de sete mil casos em relação ao ano de 2021. Conforme dados divulgados pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesab), as três cidades com maior número casos são: Salvador (1.343), seguida por Luís Eduardo Magalhães (1.273) e Irecê (1.499).

A doença causada pelo mosquito transmissor Aedes Aegypti, que também é vetor da chikungunya, zika e febre amarela, pode levar a óbito. Ainda de acordo com a Sesab, de janeiro a 9 de setembro, o estado contabilizou 20 mortes pela arbovirose.

A equipe de reportagem do bahia.ba, entrou em contato com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) que as medidas que estão sendo tomadas para combater à doença. De acordo com a SMS, o combate é realizado através do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), que “atua diariamente para combater a expansão dos casos de dengue na capital”, escreveu.

Uma das ações destacadas pelo órgão para evitar a proliferação dos casos são as “visitas rotineiras nos domicílios, além de inspeção e ações educativas. Além disso, é realizado bloqueio de casos de Arboviroses colhidos pelo Sistema Nacional de Notificação de Agravos (SINAN) com inspeção no local  onde houve o caso e, caso necessário, aplicação espacial de inseticida.”

A principal orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS), no entanto, é eliminar água parada em locais que podem se tornar criadouros.

Entramos em contato com as Secretarias de Saúde de Luís Eduardo Magalhães e Irecê, mas até o fechamento desta matéria não obteve retorno.

 

Fonte: Bahia .ba

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo