Brumado: crescem os casos de torturas psicológicas contra mulheres; o último aconteceu domingo (10) na VPV

Está cada vez mais inquestionável que o cenário de violência doméstica contra as mulheres aumentou sensivelmente durante a pandemia, onde o confinamento entre os casais foi intensifcado. Sem ter ainda dados mais específicos, uma vertente deste delito são as torturas psicológicas, onde os autores ameaçam, inclusive com armas ou facas, suas parceiras, que, muitas vezes por medo, acabam não denunciando às autoridades. O último episódio deste gênero ocorreu no domingo (10), tendo como palco a Vila Presidente Vargas, onde, após averiguar uma ocorrência, policiais da PETO, chegaram à residência de um suspeito que já tinha acusações de agressões contra a sua mulher. Só que, além disso, a vítima denunciou o local onde estava escondida uma espécie de garrucha, a qual era utilizada como instrumento de tortura psicológica. O acusado, segundo informações da Polícia, não foi encontrado e se encontra foragido, mas já teria sido expedida ordem de prisão sob ele. Então fica o alerta para as mulheres que vêm sendo vítimas desse procedimento nefasto, que procurem as autoridades e façam a denúncia, pois suas vidas podem estar em risco.

Fonte: Brumado Urgente

Artigos relacionados