Caetité

Bamin coloca no mercado primeira carga da produção de mina em Caetité

A Bahia Mineração (Bamin) iniciou a comercialização da primeira carga de minério de ferro do seu projeto de produção em pequena escala na mina Pedra de Ferro, em Caetité. O embarque foi iniciado nesta segunda-feira (17) e é parte de uma operação de venda de 35 mil toneladas ao mercado interno.

Com a operação inicial em pequena escala, a companhia prevê produzir e comercializar 800 mil toneladas/ano de minério, com um investimento aproximado de R$ 40 milhões.

“Estas 35 mil toneladas são oriundas de nosso estoque de fino de hematita, um minério com 65% de ferro e baixo teor de fósforo”, explica o gerente geral de Operações, Fernando Carneiro. “Com esta operação colocaremos no mercado um produto de alta qualidade, demonstrando nossa capacidade operacional e gerando receita para a empresa”, destaca o gerente.

O processo de escoamento do minério será pela ferrovia da VLI, cujos vagões serão carregados no terminal da Bamin em Licínio de Almeida. De lá, a carga seguirá até Minas Gerais. Segundo a empresa, serão entre 15 e 16 embarques para completar as 35 mil toneladas.

Para a Bamin, a produção em pequena escala é estratégica para a viabilização do projeto completo da Mina Pedra de Ferro, que terá produção de 18 milhões de toneladas de minério por ano, com movimentação de sua carga pela Fiol e Porto Sul. A Companhia também afirma está confiante na retomada econômica das regiões em que atua e que seu esforço atual evidencia o compromisso em participar e contribuir ativamente com esta retomada.

Veja também: Obras da Fiol estão em ritmo muito lento na Bahia
Acordo com a Vale vai garantir investimento de R$ 410 milhões na Fiol II

A Bamin considera que o início das atividades é um marco importante para a região sudoeste e para todo estado da Bahia, pois a atividade da mineradora vai movimentar outros setores econômicos, como os de serviço e fornecedores, e criar empregos na região, além de gerar receitas. Entre agosto de 2020 e agosto de 2021, a empresa prevê a geração de mais de R$ 47 milhões de reais em recolhimento de impostos federais, estaduais e municipais, apenas com a produção do minério.

Sobre a BAMIN

A BAMIN é uma empresa brasileira de mineração que iniciou suas atividades em 2005 com um projeto pioneiro para o estado da Bahia. O empreendimento denominado Projeto Pedra de Ferro pretende produzir 18 milhões de toneladas de minério de ferro por ano, apoiado em uma gestão de excelência e sustentabilidade. A BAMIN irá transformar a Bahia no terceiro estado maior produtor de minério de ferro do Brasil. A Companhia possui escritórios estratégicos em Caetité, Ilhéus, Belo Horizonte e sua matriz está localizada em Salvador.

O controle acionário da BAMIN é da Eurasian Resources Group (ERG). Com mais de 25 anos na área de mineração, o grupo tem um portfólio de ativos de produção e projetos de desenvolvimento em 15 países, cruzando quatro continentes. A ERG é o maior produtor mundial de ferrocromo de alto carbono por teor de cromo, um grande produtor de minério de ferro, alumina e alumínio e um dos principais produtores de cobalto e cobre.

Por agenciasertao / Foto: Divulgação / Bamin

Para cima